Make your own free website on Tripod.com

DEFINIÇÕES DE TERAPIA OCUPACIONAL EM VÁRIOS PAÍSES DO MUNDO

Definição de Terapia Ocupacional - Definição Argentina (1993)

Terapia Ocupacional é uma disciplina da saúde que diz respeito a pessoas com diminuição, déficit ou incapacidade física ou mental, temporária ou permanente. O Terapia Ocupacional profissionalmente qualificado envolve o paciente em atividades destinadas a promover o restabelecimento e o máximo uso de suas funções com o propósito de ajudá-los a fazer frente as demandas de seu ambiente de trabalho, social, pessoal e doméstico e a participar da vida em seu mais pleno sentido. Terapia Ocupacional pode ser indicada para qualquer ou todos dos seguintes itens: · Ajudar a manter ao máximo o bem-estar; · Prevenir a piora em uma desordem crônica; · Ajudar no diagnóstico; · Promover e restabelecer as funções biopsicossociais; · Acelerar a convalescência; · Restabelecer a capacidade laborativa; · Promover a adaptação e integração social; · Examinar a estabilidade da recuperação. A seleção dos procedimentos são de acordo com as necessidades de cada paciente.

Em todos os casos a observação, a análise e o seguimento são parte essencial na função de um Terapeuta Ocupacional. O êxito no tratamento depende em grande parte das relações individuais e grupais envolvidas, e do esforço com que cada paciente pode ser encorajado no sentido de sua recuperação.

Os programas de Terapia Ocupacional são parte de serviços de saúde em hospitais (tratando desordens físicas ou mentais), hospitais-dia, centros de reabilitação, instituições geriátricas programas de atenção domiciliar, escolas e clínicas especiais, reformatórios, programas nas comunidades e em outras organizações que provêem reabilitação e/ou serviços de prevenção, ambos dentro e fora do modelo médico.O Terapia Ocupacional contribui para a reabilitação total do paciente em conjunto com os outros membros da equipe de tratamento.

Associação Australiana de Terapia Ocupacional (setembro de 1994)

1. Terapia Ocupacional é uma profissão relacionada a saúde que utiliza atividades selecionadas para prevenir e superar muitas incapacidades físicas, emocionais ou sociais em pessoas de qualquer idade. O objetivo é promover, manter ou restabelecer a independência funcional nas atividades da vida diária.

2. A Terapia Ocupacional se incumbe da ocupação humana, a qual é importante para as pessoas de qualquer idade. Os Terapeutas Ocupacionais avaliam os fatores físicos e ambientais que reduzem as habilidades de uma pessoa para participar nas atividades diárias de ocupação.

Os objetivos terapêuticos são levados a cabo através de técnicas ou atividades destinadas a: · Diminuir e controlar a patologia. · Restabelecer e/ou reforçar a capacidade funcional. · Facilitar a aprendizagem de habilidades e funções essenciais para a adaptação ou produtividade. · Promover e manter a saúde. 1. Terapia Ocupacional é uma profissão da área de saúde que educa, mantém e promove o comportamento competente nas áreas da vida, aprendizagem e trabalho de indivíduos que experimentam enfermidade, déficit no desenvolvimento e/ou disfunções físicas e psicológicas ou que de outro modo estão em situação de risco.

Associação Canadense de Terapia Ocupacional (dezembro, 1994)

Terapia Ocupacional, como o nome indica, usa a ocupação para promover e manter a saúde, e prevenir ou remediar disfunções como resultado de enfermidades, lesões, envelhecimento, desvantagem ou deterioramento social como resultado de incapacidades. Ocupação se refere a qualquer atividade ou tarefa necessária para o cuidado pessoal (por exemplo comer, vestir-se), produtividade (por exemplo escola, trabalho, atividades domésticas), ou tempo livre (por exemplo lazer, atividades de recreação). A ocupação é considerada como essencial para a saúde.

Associação Colombiana de Terapia Ocupaciona

l (novembro, 1994) 1) A disciplina da Ocupação Humana, de acordo com o método científico, se dirige a explicar problemas da ciência básica e aplicada relacionados com a natureza ocupacional do ser humano e suas disfunções. Através de seu corpo ministrados pelo Terapeuta Ocupacional, os quais promovem, conservam ou restauram a qualidade de vida, ou facilitam a integração sociolaboral, por meio de ocupações dirigidas com a finalidade de propiciar a independência, produtividade, criatividade, socialização e satisfação pessoal. 2) A disciplina da Ocupação Humana, a partir do método científico, se dirige ao estudo, análise e esclarecimento da natureza ocupacional do homem, a fim de alcançar o bem estar e qualidade de vida do indivíduo ao longo de seu ciclo vital para que atue adaptativamente em uma amplitude de condutas que lhe permita estabelecer um equilíbrio entre trabalho e lazer, auto cuidado, atividades de tempo livre e responder em termos de identidade e aprendizagem as necessidades individuais do meio sócio-ecológico-cultural.

Associação de Terapeutas Ocupacionais da Irlanda (fevereiro, 1996)

Os Terapeutas Ocupacionais provém serviços no cuidado da saúde, programas de reabilitação e prevenção, a pessoas cujas habilidades para realizar as atividades de vida diária está ameaçada ou diminuída por problemas físicos, psicossociais ou do desenvolvimento. Os Terapeutas Ocupacionais podem avaliar e tratar qualquer pessoa, adulto ou criança, que apresentem dificuldades práticas devido a condições tais como: enfermidade mental, artrite, paralisia cerebral, lesões por acidentes, traumatismos, dificuldades de aprendizagem ou outras condições congênitas, do desenvolvimento, degenerativas ou neurológicas. Terapia Ocupacional objetiva resolver problemas práticos utilizando atividades selecionadas. Sua meta é favorecer que cada pessoa consiga um estilo de vida tão independente, produtivo e satisfatório quanto for possível. O tratamento provê à pessoa a oportunidade de explorar e dominar as tarefas essenciais para os papéis de sua vida em casa, no trabalho e no tempo livre.

Associação de Terapeutas Ocupacionais da Jordânia

É a arte e a ciência de avaliar e tratar défices físicos e mentais através do uso específico de atividades terapêuticas selecionadas, guiadas e adotadas pelo Terapeuta Ocupacional com o propósito de conseguir o nível ótimo de independência em todos os aspectos da vida diária.

Associação de Terapeutas Ocupacionais da Malásia

(setembro, 1994) Terapia Ocupacional é o tratamento de reabilitação através de atividades específicas para pacientes que tem problemas físicos, psicológicos ou sociais, com o propósito de ajudá-los a obter seu máximo nível de habilidades para que sejam tão independentes quanto possível em todos os aspectos da vida diária.

Associação de Terapeutas Ocupacionais de Malta (abril, 1995)

1) No campo psicossocial, Terapia Ocupacional utiliza atividades com propósito e as relações interpessoais nas áreas da clínica e da comunidade com o propósito de conseguir a independência funcional do indivíduo. Abrangendo todas as idades e condições, a Terapia Ocupacional trabalha em equipe multidisciplinar incluindo a famílias e a situação de trabalho. 2) Terapia Ocupacional é a ciência que trata défices, enfermidades físicas e mentais, problemas sociais e do desenvolvimento, de qualquer idade. Contribui para promover a reabilitação e recuperação das funções do indivíduo nos aspectos da vida psicológica, social e física.

Associação Holandesa de Terapeutas Ocupacionais (fevereiro, 1995)

Terapia Ocupacional é uma profissão paramédica, cuja prática se realiza em serviços de saúde física e mental, como também em educação especial e na área de bem-estar social. Terapia Ocupacional é para pessoas que por alguma ruptura em suas ações, já não podem viver e trabalhar como o faziam ou gostariam de fazer. Seu problemas podem ser de natureza física, sensorial, mental ou emocional ou uma combinação destas; estas podem ser congênitas ou desenvolver-se repentinamente ou gradualmente, podem ser temporárias ou crônicas. As pessoas procuram um Terapeuta Ocupacional quando seus problemas influem em suas atividades da vida diária.

O propósito da Terapia Ocupacional é conseguir que as pessoas funcionem tão independentemente quanto possível em sua vida, lar e ambiente de trabalho. O Terapeuta Ocupacional se centra sobre o concreto, atividades diárias que contemplam a independência, produtividade e relaxamento. A gravidade da enfermidade, desordem ou déficit e a pessoa são fatores que a longo prazo podem modificar-se de modo que a pessoa possa funcionar de modo independente. Também é importante o que a pessoa é capaz de fazer, o que gostaria de fazer, sua idade e o que precisa fazer. Independência não significa somente que a pessoa é capaz de cuidar-se por si mesmo, também significa que a pessoa é capaz de fazer escolhas e responsabilizar-se por elas.

Associação de Terapeutas Ocupacionais da Nova Zelândia (fevereiro, 1995)

Terapia Ocupacional é uma profissão da saúde que ajuda as pessoas que apresentam déficts ou disfunções, a participar e aumentar sua independência em atividades requeridas para o cuidado pessoal, trabalho, tempo livre e lazer. Através do processo de resolução de problema que envolve avaliação e objetivos a alcançar, os clientes/pacientes são assistidos para obter função, desenvolver habilidades existentes ou potenciais e habilidades requeridas para serem membros ativos da comunidade. O Terapeuta Ocupacional está capacitado a compatibilizar demandas e desafios de uma atividade com o ambiente e os interesses do cliente/paciente. Os serviços de terapia Ocupacional são oferecidos a pessoas de forma individual, grupal ou dentro de sistemas sociais.

Associação Portuguesa de Terapia Ocupacional (novembro, 1994)

Avaliação, tratamento e habilitação de indivíduos portadores de disfunção física, mental, do desenvolvimento, social e outras, utilizando técnicas terapêuticas integradas em atividades selecionadas de acordo com o objetivo pretendido e enquadradas na relação terapeuta/cliente; prevenção de incapacidades através de técnicas adequadas visando proporcionar ao indivíduo o máximo nível de desempenho e autonomia em suas funções pessoais, sociais e profissionais e, se for necessário, o estudo e desenvolvimento de ajudas técnicas respectivas, visando contribuir para uma melhor qualidade de vida.

Associação Profissional Espanhola de Terapia Ocupacional (1991)

A Terapia Ocupacional é uma profissão do âmbito da saúde. Concentra-se em prevenir e/ou diminuir as incapacidades e obstáculos que surgem como conseqüência de transtornos físicos, psíquicos, sensoriais ou sociais e impedem que a pessoa desenvolva suficiente independência em seu meio. Restaurar a função perdida, otimizar as capacidades residuais da pessoa que tratamos são, portanto, aspectos gerais de nossa atividade profissional.

Associação Sueca de Terapeutas Ocupacionais (outubro, 1994)

O propósito da Terapia Ocupacional é desenvolver a capacidade dos pacientes para viver dignamente de acordo com seus desejos e necessidades e em relação as demandas da sociedade. O significado pelo qual o Terapeuta Ocupacional pode realizar esse propósito é por que envolve o desenvolvimento das capacidades ativas do paciente e através de terapia ocupacional previne que essas capacidades se deteriorem e, em casos pertinentes, as compensa de maneira que os pacientes possam desempenhar suas atividades diárias.

O propósito da Terapia Ocupacional e o significado descrito para realizá-lo está baseado nos seguintes supostos com respeito a natureza, saúde e atividade das pessoas, e por onde representa o aspecto humano da terapia ocupacional: - As pessoas são de natureza ativa e capazes de desenvolver-se. - A experiência e o conhecimento das pessoas sobre o mundo que as rodeia pressupõe atividade. - O desenvolvimento das pessoas depende da atividade e da ação. - As pessoas são essencialmente autônomas. - As pessoas são essencialmente sociais, participam em atividades e interagem com outros. - As pessoas podem influir em sua saúde por meio da atividade e da ação. - A saúde das pessoas requer equilíbrio entre atividade e descanso.

Associação Britânica de Terapia Ocupacional (setembro, 1994)

Terapia Ocupacional é o tratamento de pessoas com enfermidades ou incapacidades físicas e psiquiátricas através de ocupações específicas e selecionadas, com o objetivo de facilitar aos indivíduos alcançar o máximo nível funcional e de independência em todos os aspectos de sua vida. O Terapeuta Ocupacional avalia as funções físicas, psíquicas e sociais do indivíduo em um programa estruturado de atividade para superar incapacidades. As atividades selecionadas se referirão as necessidades pessoais, sociais, culturais e econômicas e refletirão os aspectos ambientais que governam o estilo de vida do cliente.

Associação Americana de T.O. (setembro, 1994)

1. Terapia Ocupacional é o uso terapêutico de atividades de cuidado pessoal, trabalho e lazer para aumentar a função independente, ampliar o desenvolvimento e prevenir incapacidades. Pode incluir adaptação do ambiente para obter-se a máxima independência e aumentar a qualidade de vida. 2. Terapia Ocupacional provê atividades dirigidas a objetivos, com propósito de ajudar no desenvolvimento de habilidades adaptativas e o desempenho de funções. Os serviços são prescritos a indivíduos de todas as idades que apresentem incapacidades físicas e relacionadas com deterioração psicológica.

Os serviços incluem, mas não estão limitados a avaliação e tratamento do desempenho ocupacional: habilidades para independência em atividades da vida diária, adaptação prevocacional/laborativa, atividades educativas, habilidades de lazer e tempo livre e habilidades sociais. Se avaliam e se tratam as habilidades funcionais e os défices nos componentes de desempenho neuromuscular, sensoriointegrativo, cognitivo e psicossocial.

As avaliações individualizadas da função passada e recente estão baseadas na observação de tarefas individuais ou grupais, testes estandardizados, revisão de registros e/ou histórico ocupacional. Os objetivos do tratamento são levados a cabo através do seguinte:Desempenho de tarefas dirigidas (incluem a simulação prática de trabalho, cuidado pessoal, lazer, habilidades sociais e seus componentes, como também o uso de meios criativos, jogos, computadores e outros equipamentos); Atividades prevocacionais/vocacionais; atividades sensoriomotoras; educação e aconselhamento ao paciente/família.

Os objetivos de tratamento da T.O., se for necessário, se realizarão através do desenho, fabricação e aplicação de dispositivos de órteses, ensinamento do uso do equipamento adaptado e próteses, adaptação do ambiente físico e social e o uso terapêutico do meio (milieu); proteção articular/biomecânica e postura.

Todas as Definições de Terapia Ocupacional, foram mandadas por: Marcelo Veiga Oliveira